11 Plantas que Você Deve Evitar se Tiver Cachorros
Voltar para o blog

11 Plantas que Você Deve Evitar se Tiver Cachorros

Há algumas plantas que você deve evitar se tiver cães. Conversamos com o Dr. Marcelo Quinzani, médico veterinário e diretor clínico da Pet Care, para saber quais são as espécies com as quais devemos tomar cuidado — listamos todas elas abaixo. Ele, inclusive, dá um alerta importante: os filhotes são os mais curiosos e os cães de dois meses até um ano são os que tendem a experimentar de tudo pela boca. “Quanto menor o animal, maior o risco”, ele disse. “A intoxicação está altamente ligada ao peso, e um Yorkshire, por exemplo, tem um risco muito maior de se intoxicar com uma ou duas folhas que um labrador”.

E o que fazer se o cão ingerir uma planta tóxica?

De acordo com o Dr. Marcelo Quinzani, o primeiro passo é lavar a boca do animal com água corrente para retirar qualquer resquício de seiva ou pedaço de planta. Em seguida, procure um médico veterinário, sem esquecer uma foto ou um pedaço da planta ingerida! Outra atenção necessária é ao adubo usado na terra. Com torta de mamona especialmente: ela é um substrato tóxico, que faz mal aos cães, e é comumente misturada à farinha de ossos. 

Confira 11 plantas tóxicas mais comuns em nossas casas:

  1. Gloriosa

A gloriosa é linda, com flores ornamentais que lembram labaredas. Para os cães, porém, elas não trazem nenhuma glória; pelo contrário, podem ser letais. Qualquer parte da planta, ao ser ingerida, causa desde vômito com sangue até falência dos rins, fígado, supressão da medula óssea e paralisia.

  1. Rosa do deserto

Geralmente cultivada como planta ornamental, ao ser ingerida em pequenas quantidades pode levar seu cão à depressão, vômito e diarreia. Esses resultam em anorexia e batimento cardíaco irregular. Em grandes quantidades, pode levar à morte.

  1. Cica revoluta

A Cica é uma pequena palmeira muito comum em jardins. Ela causa gastroenterite hemorrágica severa, mas como em muitas outras plantas da lista, esse sintoma da intoxicação só surge após algumas horas.

  1. Ave do paraíso

Suas flores parecem pássaros de cores vibrantes levantando voo. Altamente tóxica, deixa seu cão com náuseas, vômito, tontura, dificuldade para respirar, pouco apetite e pode levar à morte.

  1. Flor-da-fortuna

A flor-da-fortuna é uma suculenta charmosa com pequenas flores coloridas. Parece inocente, mas não é: ela provoca vômito, diarreia e taquicardia.

  1. Cactos

Variedades dessa planta têm substâncias tóxicas diferentes, cada uma com um sintoma de intoxicação. Uma das reações mais comuns é a inflamação da pele. Vale lembrar que nenhum cão deve ficar próximo deles também devido aos espinhos. 

  1. Aloe

Uma má notícia aos fãs de suculentas: as variedades da Aloe são tóxicas aos cães quando ingeridas. No geral, elas causam vômito, depressão, diarreia, falta de apetite, calafrios e mudanças na cor da urina.

  1. Copo de leite

Apesar de lindo, o copo de leite é tão tóxico para cães quanto para gatos. O ponto positivo é que os sinais são visíveis quase imediatamente, possibilitando tratamento imediato. Depois de mastigá-lo, o pet sentirá falta de apetite, babará excessivamente, terá dor e diarreia. 

  1. Lírio da paz

O lírio é discreto, com poucas flores brancas em meio a folhas de um verde bem escuro. Mas não se engane: não dizem que os quietinhos são os piores? Qualquer parte dessa planta, quando ingerida pelo seu cão, pode causar sintomas desde queimação e irritação das mucosas até dificuldade para engolir e vômitos.

  1. Planta jade

A planta jade é muito conhecida por ser fácil de cuidar, até mesmo pelos que não tem jeito com jardinagem. Ela não é extremamente tóxica, mas ainda pode causar náusea e mal estar ao cão.

  1. Gerânios

A menos tóxica da lista, porém ainda perigosa. Os gerânios são populares em arranjos e, quando ingeridos pelos caninos, causa vômito e dermatites.

Fonte: casa.com.br

Outros posts

  1. Saiba mais sobre o projeto AVF KIDS

    Saiba mais sobre o projeto AVF KIDS

    O PROJETO PÚBLICO-ALVO Meninas e meninos entre 5 a 9 anos; OBJETIVO Familiarizar as crianças com o voleibol através de atividades de reconhecimento do próprio corpo; Exploração de...

  2. Dicas e cuidados com o botijão de gás de cozinha

    Dicas e cuidados com o botijão de gás de cozinha

    É verdade que o botijão de gás não é aquele item mais interessante dentro de uma cozinha. Muitas vezes ele só recebe atenção quando o gás acaba durante o preparo de uma refeição.No entanto, dedicar al...

  3. Conheça a tendência home office

    Conheça a tendência home office

      Transformar aquele quarto extra em escritório pode ser o que faltava para ter um home office. Trabalhar em casa é uma tendência. Confira os pontos positivos e negativos desta nova modalidade de serv...

Este site utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação.